CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Autoridades da RPD da Coreia emitem declaração por ocasião da morte de Kim Jong Il


O Comitê Central e a Comissão Militar Central do Partido do Trabalho da Coreia, a Comissão Nacional de Defesa da RPDC, o Presidium da Suprema Assembleia Popular e o Gabinete da RPDC, neste sábado, anunciaram a notícia a todos os cidadãos, membros do partido e trabalhadores:

“O Comitê Central e a Comissão Militar Central do Partido do Trabalho da Coreia, a Comissão Nacional de Defesa da RPDC, o Presidium da Suprema Assembleia Popular e o Gabinete da RPDC notificam com o aval de todos os membros do partido, trabalhadores e cidadãos da República Popular Democrática da Coreia que Kim Jong Il, Secretário Geral do Partido do Trabalho da Coreia, presidente da Comissão de Defesa Nacional da RPDC e comandante supremo do Exército Popular da Coreia, faleceu subitamente por uma doença às 8h30min do dia 17 de Dezembro de 2011 em caminho para uma visita de campo.

O camarada Kim Jong Il dedicou toda sua vida para a vitória da causa revolucionária jucheana e trabalhou energicamente para a prosperidade da Pátria socialista, pela felicidade do povo, pela reunificação do país e pela independência mundial. Para nossa tristeza, subitamente ele faleceu. Sua morte súbita ocorreu numa época histórica em que um grande caminho está sendo aberto para a construção de um poderoso e próspero Estado Socialista, a despeito das dificuldades e dos reveses. A morte do camarada Kim Jong Il foi a maior perda para o Partido do Trabalho da Coreia, para a Revolução Coreana, e para todos os coreanos.

Kim Jong Il, que nasceu como um filho da Guerrilha no Monte Paektu, monte sagrado da Revolução, cresceu como um revolucionário, liderou sabiamente o Partido, o Exército e o Povo durante um longo período, levando a cabo inúmeras tarefas revolucionárias em nome do país. Kim Jong Il possuía a personalidade e as qualidades dignas de um grande homem, de um incomparável pensador e teórico que levou a cabo a revolução e a construção socialista por um caminho de inúmeras e significativas vitórias. Era, também, um experiente político, grande comandante da Política Songun e patriota sem igual que serviu com ardente amor a seu país e a seu povo.

Considerando como centro de sua vida completar a causa revolucionária do Juche iniciada pelo Presidente Kim Il Sung, Kim Jong Il levou a cabo a revolução e a construção socialista sendo o mais querido e leal camarada do Presidente.

Kim Jong Il desenvolveu profundamente a imortal Ideia Juche e a Política Songun, criadas pelo Presidente e glorificadas como ideias diretrizes da era da independência com enorme sabedoria. Kim Jong Il defendeu firmemente as tradições revolucionárias do Monte Paektu, dando continuidade à Revolução Coreana.

Kim Jong Il, gênio da Revolução e da construção socialista, desenvolveu o Partido, o Exército e o Estado, botou a dignidade e o poder da Nação Coreana aos mais altos níveis, na época mais próspera da Nação em cinco mil anos de história, transformando-a com base na Ideia Juche.

Kim Jong Il, mestre da política e grande comandante, defendeu as conquistas socialistas do povo coreano nas maiores dificuldades, num contexto marcado pelo colapso do sistema socialista mundial, pela morte do Presidente Kim Il Sung – maior perda da Nação Coreana – e pela ofensiva das forças aliadas ao imperialismo que tentavam derrubar o sistema socialista do norte da Coreia através de sanções, bloqueios e provocações militares. Ele transformou a RPDC numa invencível potência política e ideológica na qual a unidade monolítica foi lograda, numa potência nuclear na qual inimigo algum ousou atacar.

Levando em conta a vontade do Presidente Kim Il Sung, Kim Jong Il pôs como meta a construção de um próspero e poderoso país, tendo como motor o avanço geral de todo o povo e um novo auge revolucionário por todo o país para conquistar tal meta, trazendo grandes inovações na produção socialista e avançando em todas as frentes da construção socialista.

Kim Jong Il, pai da Nação e farol da reunificação nacional, liderou todos os compatriotas no caminho da independência e da grande unidade nacional. Com uma inquebrável vontade de aplicar as instruções do Presidente na luta pela reunificação nacional, no dia 15 de junho de 2000 a Coreia numa nova era na luta pela reunificação, na qual a consigna “Pela Nação, Nós Mesmos” foi materializada.

Como um grande guardião do socialismo e da justiça, levou a cabo enérgicas atividades externas pela vitória da causa socialista, pela paz mundial, pela estabilidade na Península Coreana e pela solidariedade entre os povos através do banner da independência e da luta anti-imperialista, destacando cada vez mais o prestígio internacional da RPDC e fazendo imortais contribuições à causa da independência.

Durante todo o período no qual se caracterizou como uma grande liderança revolucionária, ele valorizou e amou o povo coreano, estando com ele tanto nos bons quanto nos maus momentos. Seguiu, mesmo com a saúde débil, em seus trabalhos pelo desenvolvimento da luta revolucionária, trabalhando com todos os esforços de coração e alma para construir um grande país e melhorar a vida da população. Ele morreu de forma repentina, de derrame cerebral quando estava indo para uma visita de inspeção.

A vida de Kim Jong Il foi a vida brilhante de um grande revolucionário que levantou, sem hesitar jamais, a bandeira vermelha da revolução. Sua vida foi a vida de um patriota sem igual que se dedicou a todo o momento a seu país e a seu povo.

Kim Jong Il faleceu antes que pudesse ver vitoriosa a causa da reunificação nacional e da construção de uma grande Nação deseja tão desejada por ele, mas poderosa base política e militar assegura o avanço da Revolução Coreana através de todas as gerações e irá prover uma sólida base para a eterna prosperidade do país e da Nação.

Estando à frente da Revolução Coreana, no momento, está o camarada Kim Jong Un, grande sucessor da causa revolucionária do Juche e grande líder de nosso Partido, Exército e Povo.

A liderança de Kim Jong Un proverá a garantia da vitória da causa revolucionária através das gerações que estão por vi, causa iniciada por Kim Il Sung e liderada por Kim Jong Il.

Sob a liderança de Kim Jong Um, transformaremos nosso atual sofrimento em força e coragem, superaremos as presentes dificuldades e trabalharemos duro pela grande vitória da Revolução Juche. O caminho que nossa Revolução deve seguir é árduo, mas nenhuma força nesse mundo conterá o avanço da mesma sob a liderança do camarada Kim Jong Un.

O coração do camarada Kim Jong Il parou de bater, mas seu nobre nome e sua benevolente imagem serão lembrados eternamente por nosso Exército e por nosso Povo. Sua gloriosa trajetória revolucionária brilhará na história da Coreia eternamente.”


2 comentários:

  1. Será que os EUA não têm nada a ver com o falecimento do líder norte-coreano? Não duvido nada...

    ResponderExcluir
  2. Grande perda para o povo coreano e para o mundo. A luta segue, contudo. Viva o socialismo, viva a Coreia Popular!

    ResponderExcluir