domingo, 8 de maio de 2016

Kim Jong Un sobre realização da independência no mundo


No informe dos trabalhos do Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia apresentado no VII Congresso do PTC, o Marechal Kim Jong Um esclareceu que o partido lutará com dinamismo pela vitória da causa da independência do mundo.

Durante este período que revisamos, se produziu uma grande mudança na estrutura política mundial e as relações de forças e o ambiente internacional da Revolução Coreana era muito complicado.

Ainda em meio as severas circunstâncias e a complexa situação internacional, o PTC desenvolveu as enérgicas atividades exteriores de princípios exaltando a dignidade da pátria e fortalecendo a posição internacional e a influência da República.

O Marechal destacou que a realização da independência do mundo é a aspiração comum da humanidade e a tarefa histórica da época e elucidou as tarefas para realizá-la.

Para materializar esta causa mundial todos os países e nações devem manter a independência com a bandeira da independência anti-imperialista no alto.

O importante na luta contra o imperialismo é frear e frustrar as manobras de agressão e guerra dos EUA e seus satélites e defender a paz e a segurança do mundo.

É necessário construir um novo mundo pacífico ao desenvolver com energia a luta para dissolver os blocos militares agressivos que produzem a confrontação militar e a guerra e retirar as bases militares agressivas ocupantes em outros países.

Todos os países e nações aspirantes à independência não devem alimentar nenhuma esperança nem ilusão enquanto a artimanha de dupla moral e a “ajuda” enganosa dos imperialistas, mas manter o espírito Juche e a nacionalidade.

A humanidade progressista do mundo tem que lutar ativamente para realizar a justiça internacional sem distinção das diferenças de critérios políticos, crenças religiosas e desenvolvimento econômico e cultural.

É necessário lutar para rechaçar a coação, a arbitrariedade, a pauta de dupla moral e a injustiça dos imperialistas que pisoteiam a soberania e o direito à vida do país e da nação e para assegurar a imparcialidade nos problemas internacionais incluindo o antiterrorista, o de conflito e o ambiental.

Há que se desenvolver vigorosamente a luta para defender e levar adiante vitoriosamente a causa socialista.

Ademais é importante intensificar e desenvolver o Movimento dos Não Alinhados.

A independência, a paz e a amizade tornam-se o invariável ideal da política exterior do PTC e a posição fundamental a ser mantida na luta para realizar a causa da independência do mundo.

No futuro também tomaremos o ideal acima mencionado como guia das atividades exteriores e nos esforçaremos muito para ampliar e desenvolver as relações de boa vizinhança, amizade e cooperação com vários países do mundo que respeitam a soberania do nosso país e nos tratam amistosamente, para defender a paz e a segurança da região e para realizar a independência do mundo.

O PTC e o governo da República marcharão diretamente seguindo a invariável rota da independência, do Songun e do socialismo, independentemente da mudança da situação e das relações entre os países vizinhos e cumprirão o papel de vanguarda na luta para realizar a independência do mundo como defensores da independência e da justiça.

A República deve desenvolver as relações exteriores de acordo com a digna posição da potência da independência e a nuclear com alto prestígio.

Há que se manter firmemente os princípios revolucionários e a posição independente.

Nosso Partido e o governo da República acabarão na raiz o perigo da guerra nuclear imposto pelos Estados Unidos, baseando-se em seu poderoso dissuasivo nuclear e lutarão para defender a paz da região e do resto do mundo.

Como já esclareceu, a RPDC, como responsável país possuidor de armas nucleares, não será a primeira a usar as armas nucleares se as agressivas forças hostis não violam com seus artefatos nucleares nossa soberania, e se esforçará para realizar a desnuclearização do mundo executando com sinceridade seu dever de não proliferação nuclear assumido ante a sociedade internacional.

Se unirá e cooperará com o grande poder de atração e magnanimidade com todos os países e nações aspirantes à independência e amantes da justiça sem consideração às diferenças de ideias e regimes.

Melhorará e normalizará as relações com países que respeitam a soberania do nosso país e nos tratam amistosamente ainda que no passado tenha mantido relações hostis com nosso país.

O PTC lutará com energia no futuro também pela vitória da causa da independência do mundo unindo-se firmemente com os povos de todos os países que defendem a independência erguendo a bandeira do socialismo e da independência anti-imperialista.

Da KCNA

Nenhum comentário:

Postar um comentário