CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

sábado, 31 de março de 2012

Trinta anos da publicação do clássico 'Sobre a Ideia Juche', de Kim Jong Il


Torre da Ideia Juche, em Pyongyang

Trinta anos se passaram desde a publicação da obra do Dirigente Kim Jong Il, Sobre a Ideia Juche, em 31 de março de 1982. A obra foi publicada em forma de panfleto por vários partidos políticos, organizações e instituições em mais de 140 países em menos de um ano depois de sua publicação na RPDC.

As obras mais famosas de Kim Jong Il, incluindo a Sobre a Ideia Juche, foram traduzidas para mais de 60 línguas diferentes e publicadas em mais de 190 países nas últimas três décadas. A Ideia Juche tem sido estudada e disseminada em escala global desde os anos 60 e aos poucos foram aparecendo grupos de estudo da mesma em diversas partes do mundo. Mais de 100 grupos de estudo com o nome “Kim Jong Il” foram fundados e vários seminários sobre a Ideia Juche foram feitos.

Mais de 540 mil cópias das suas obras “Avancemos sob o banner do Marxismo-Leninismo e da Ideia Juche” e “O Socialismo é uma Ciência” foram publicadas em vários países em mais de 40 idiomas diferentes na segunda metade dos anos 90. Junto com as obras sobre a Ideia Juche, foram publicadas as obras “A Política Songun de nosso Partido é o Modo Efetivo da Política Socialista” e “A Linha Revolucionária Songun é a Grande Linha Revolucionária de Nossa Época e Saudoso Banner de Nossa Revolução” que falam sobre os princípios e as teorias da revolução Songun baseada na Ideia Juche.

No ano passado, essas obras foram publicadas em mais de 20 idiomas diferentes e distribuídas em países de trinta países.

O estudo e a disseminação da Ideia Juche foram organizadas em escala global. A primeira organização de estudo da Ideia Juche foi formada em Mali, em abril de 1969, e o Instituto Internacional da Ideia Juche foi fundado em 1978.

Mais de 50 organizações de estudo da Ideia Juche foram formados em 1982 e, em 1985, foi fundado o Comitê Regional Africano para o Estudo da Ideia Juche e a Sociedade Européia para o Estudo da Ideia Juche. Um sistema organizado para o estudo e a disseminação da Ideia Juche foi criado a nível mundial.
Seminários continentais e internacionais sobre a Ideia Juche foram organizados cerca de 20 vezes nos anos 80.

Os seminários nacionais asiáticos foram organizados mais de 100 vezes em 36 países e várias formas de seminários nacionais e internacionais foram organizadas 2900 vezes nos anos 90. A décima terceira Reunião do Comitê Executivo do Instituto Internacional da Ideia Juche adotou a decisão de se fazer uma conferência mundial para o estudo da Ideia Juche em Pyongyang em abril desse ano, no centenário do aniversário do Presidente Kim Il Sung.

A Torre da Ideia Juche, inaugurada em 15 de abril de 1982, foi visitada por pelo menos 480 mil estrangeiros e cerca de 52 mil delegações nos últimos 30 anos.

Todos esses fatos mostram o quão correta é a Ideia Juche e que a tendência aponta para que a humanidade esteja a par de sua vitalidade e aplique seus ensinamentos.


Da redação, com KCNA

2 comentários:

  1. A idéia Juche se opões ao marxismo-leninismo, além de ter sido responsável por levar a Coreia do Norte a miséria.

    Não sei como uma comunista pode apoiar isso.

    ResponderExcluir
  2. A Ideia Juche foi teorizada como forma de dar respostas a problemas que apareciam na prática concreta da Revolução Coreana, que o marxismo-leninismo, por conta de suas limitações históricas, não deu conta de responder. Ora, se a Ideia Juche "se opõe" ao marxismo-leninismo por ser justamente uma nova etapa do mesmo, então o leninismo também se opõe ao marxismo por ter sido teorizado para dar respostas a problemas da época das guerras imperialistas e das revoluções proletárias, que o marxismo, por ter sido feito na época do capitalismo pré-monopolista e pré-imperialista, não foi capaz de responder.

    Alexandre Rosendo - editor do blog de Solidariedade à Coreia Popular

    ResponderExcluir