CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Mensagem do Partido Comunista do Brasil ao Partido do Trabalho da Coréia



São Paulo, 30 de novembro de 2010.



Ao Camarada Kim Jong Il

Secretário Geral do Partido do Trabalho da Coréia



Estimado camarada,

O Partido Comunista do Brasil expressa o seu mais veemente repúdio e indignação em relação às reiteradas e continuas provocações que vem sendo perpetradas contra o território e o povo da República Popular Democrática da Coréia (RPDC), agravadas recentemente quando o exército sul-coreano, articulado com as tropas de ocupação dos Estados Unidos na península coreana, disparou tiros no último dia 23 de novembro, a partir da Ilha Yonphyong no Mar Oeste da Coréia, em direção às águas territoriais da RPDC.

Ao mesmo tempo, o PCdoB se solidariza com a RPDC e seu Exército Popular, que reagiu imediatamente ao atentado imperialista, sinalizando que não ficará inerte diante dos ataques à sua soberania nacional.

Neste primeiro de janeiro de 2010 a RPDC já havia divulgada uma mensagem propondo o fim das hostilidades com os Estados Unidos, na qual reafirma seu compromisso com a desnuclearização da península coreana.

Em diversas ocasiões o governo da RPDC tem reafirmado seu propósito de lutar por um “sistema pacífico na península coreana”, argumentando que a questão fundamental para assegurar a paz e a estabilidade na península coreana e no resto da região asiática é colocar um termo nas relações de hostilidade entre a Coréia e os EUA, através do diálogo e de negociações.
Além disso, a RPDC tem freqüentemente defendido a necessidade de se estabelecer um Tratado de Paz que substitua o armistício assinado no final da Guerra da Coréia de 1950 – 1953. Todo esse esforço, entretanto, tem sido negado pelo continuo cerco econômico e militar mantido pela ação imperialista norte-americana e sul-coreana. 

O PCdoB reafirma seu apoio ao povo coreano e à RPDC em sua permanente missão em defesa de sua soberania e em defesa da paz na península coreana.

Saudações fraternais,

Renato Rabelo
Presidente Nacional do Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

Ricardo Alemão Abreu
Secretário de Relações Internacionais do Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

Um comentário:

  1. o PC do B me surpreende a cada dia. Para o bem. Isso eh para calar os latem "pelego!", um cala a boca aos que dizem que o partido abandonou a causa revolucionaria, nao percebendo estes que sao justamente tais declaraçoes pautadas nas mentiras da direita que sao a verdadeira arma antipopular

    ResponderExcluir