CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Artigo do Partido Comunista do Nepal (Maoísta) sobre a RPDC

Compartilhamos com os leitores do blog, um interessante artigo escrito por um militante do então Partido Comunista do Nepal (Maoísta) – atual Partido Comunista do Nepal Unificado (Maoísta) – sobre sua visita à RPDC em 2008. O texto foi publicado originalmente na antiga revista partidária Red Star.


Por Krishna Bahadur Mahara

Após o encontro com o Embaixador da República Popular Democrática (RPDC) da Coreia no Nepal, aceitei o convite para ir à Coréia em setembro de 2008. Eu fui especialmente convidado pelo departamento de Informação e Comunicação da RPDC para compartilhar experiências bilaterais de informação e comunicação.

O poder político-coreano foi estabelecido através da realização de uma revolução histórica e contínua luta contra os resquícios de feudalismo nacional interno e contra o imperialismo externo.

Em nossa visita, nos encontramos com o presidente e quatro vice-presidentes do departamento de Informação e Comunicação da RPD da Coreia. Um dos quatro vice-presidentes nos acompanhou durante a nossa visita. Nós conversamos formalmente com o presidente e depois visitamos o Subdiretor-Geral do Departamento Internacional do Partido Trabalhista da Coréia. Nossa visita seguinte foi o presidente do Presidium da Assembléia Popular.

O povo coreano tem sua própria história estabelecida depois da guerra popular prolongada. Temos o nosso próprio entendimento claro de que a Coréia está estritamente lutando contra a intervenção do imperialismo. Portanto, estávamos curiosos para saber mais sobre a Coreia. É uma coisa natural ter relações de amizade entre um país que avança para construir o socialismo e o nosso partido, o PCN (Maoista). Embora a situação dos dois países seja bem diferente, nós sentimos que somos semelhantes em nossas agendas de independência, a nacionalidade e a liberdade do povo na construção de uma nação próspera, com uma visão estratégica. O governo da RPDC e o povo coreano possuem opiniões positivas em relação ao Nepal e povo nepalês.

Situação política da RPD da Coreia


Alguns de nossos amigos nos diziam que a visita da Coreia não seria tão frutífera. Eles nos disseram que a Coréia é um país isolado do mundo. Eles têm opiniões negativas em relação à Coréia. No entanto, quando chegamos à Coréia, vimos que este não era o caso. Pelo contrário, encontramos uma Republica Popular próspera e amplamente conectada com o mundo.

Quando vemos a situação política de qualquer país, devemos prestar atenção na a liderança e na ideologia desenvolvida. Kim Ill Sung desenvolveu a ideologia Juche como uma contribuição única para o movimento comunista internacional. O sistema político está sob o comando do Partido do Trabalho da Coréia. Muitas instituições e organizações estão operando livremente lá. Algumas das instituições e organizações têm ideias neutras. O Partido do Trabalho da Coreia assegurou a sua posição no poder. Sob o Presidium da Assembléia Popular, há um exército do povo e os poderes populares. Do ponto de vista da concorrência multipartidária, o sistema político da Coreia parece ser um sistema fechado, no entanto, não há nenhum sentimento de ser um sistema fechado quando entramos na parte interna do sistema político. Há um sistema de comitês do nível mais alto até o mais baixo; os cidadãos têm autoridade e direitos fundamentais. Há uma tradição democrática plena para fazer parte de discussões e debater abertamente.  Há um processo sistemático de exercer a democracia e sintetizar as opiniões do povo. Em nossa visita e conversas, nós sentimos que existe um ambiente harmonioso criado entre o poder do Estado, partido, instituições e organizações para discussão e debate. As pessoas aceitaram o poder político de coração. O poder político sempre aceitou e deu prioridade ao sentimento do povo e sua necessidade.

O Estado proporciona ensino gratuito e saúde. Todo mundo está empregado. O governo tem dado prioridade sobre os direitos fundamentais das pessoas. É totalmente responsável pelo povo. O povo coreano quer acabar com a demarcação entre Norte e Sul. Eles são a favor da unificação da Coréia. O povo coreano quer que o exército dos EUA deixe o sul. Eles desejam a unificação da Coreia sem intervenção externa.

Poder Político: autoritário ou democrático?

Em nosso ponto de vista, o governo que é imposto contra os interesses, ambições e aspirações do povo é autoritário. O governo da República Popular Democrática da Coreia é o mais democrático. Se o poder político é executado seguindo as aspirações do povo, não é totalitário. O poder político não pode ser totalitário. O governo é responsável por todos os setores do povo coreano. Existe uma relação estreita entre o governo e o povo. A acusação de "totalitário" é mera propaganda do imperialismo para esconder seus crimes em seus países "democráticos". O povo coreano nega esse tipo de propaganda imperialista.

Eu tive a oportunidade de ver alguns programas históricos e culturais do lugar. Nós assistimos a esportes, feiras culturais e festivais. Havia uma enorme participação voluntária das pessoas. Vimos que o poder político da Coreia não criou qualquer compulsão ou obstrução contra a vontade e aspiração do povo. Eles são livres para pensar e avançar para desenvolver o seu talento e habilidade. O governo tem dado prioridade aos pontos de vista mais fundamentais do povo. O governo respeita e atende a opinião pública e as aspirações dos coreanos.

O governo honra a qualificação e a capacitação dos médicos, cientistas, professor e estudiosos.

Observamos o Palácio de estudos do Povo. Os jovens têm boas oportunidades para desenvolver seu talento.

Não há divisão de classe desde as pessoas comuns ate o nível do governo. Todos têm a oportunidade de emprego. O governo tem atendido às necessidades primárias das pessoas de forma adequada e cientifica.

Condição econômica

A coisa mais importante é que a República Popular Democrática da Coreia tem o seu objetivo final de chegar ao socialismo. O poder do Estado tem desenvolvido os seus planos econômicos e programas seguindo o caminho do socialismo. A primeira coisa básica para isso é que ninguém está desempregado e todos estão contribuindo para assegurar o objetivo do socialismo. A segunda é que o trabalho de construir a infraestrutura esta progredindo rapidamente. Os Estados Unidos e a Europa estão agora no turbilhão da crise econômica. Eles atacam a Coréia só para esconder os seus defeitos e falhas. O poder Estatal fez um plano de quatro anos para conectar as estradas ferroviárias nacionais com as aldeias remotas do país. O governo ampliou a sua comunicação interna em todo o país. Na Coréia, as pessoas estão muito esperançosas sobre o futuro e a prosperidade plena da nação.

A economia da Coréia não esta nem atrasada nem avançada. No entanto, tem havido um grande desenvolvimento econômico e continua evoluindo progressivamente. É falso que o povo coreano está morrendo de fome. A base do progresso econômico é um sistema de cooperativa. Essas cooperativas são de pequeno, médio e grande porte. As pessoas trabalham nessas cooperativas para seu próprio sustento e para a contribuição a nação. Mesmo setores privados estão trabalhando lá. Há grandes hotéis. O governo aplicou uma medida para o investimento do setor privado.*

Tenho visto que a transformação sócio-cultural está progredindo rapidamente de acordo com a necessidade da Coreia. Na nossa visita de cinco dias na Coréia, viemos a saber que o governo se adaptou à velocidade do mundo, juntamente com a ciência e tecnologia. As pessoas são a favor da transformação sócio-cultural progressiva. Não há desigualdade e discriminação.

Ideia Juche e a aspiração do Povo

Duas coisas têm profunda influência sobre o povo: uma é questão da liderança e a outra é a questão da ideologia. As pessoas têm carinho e honra incomensurável à Kim Il Sung. Eles se dirigem a ele como "Pai da Pátria". A contribuição dada por Kim Il Sung à pátria e ao povo está diretamente relacionada com a liberdade e a independência do povo coreano. O Partido do Trabalho da Coreia adotou a ideologia Juche como sua ideologia orientadora.

A ideologia tem quatro aspectos. Primeiro, a ideologia Juche dá ênfase à unidade entre os trabalhadores, camponeses e intelectuais. Há o martelo, a foice e a caneta na bandeira do Partido do Trabalho da Coréia. Segundo, eles têm mantido a ideologia forte e concretizada na fórmula: "O homem é o senhor de tudo e pode decidir tudo." Ela se agarra fortemente na concepção e no espírito do marxismo-leninismo maoísmo, que "apenas as pessoas são os criadores da história".

O terceiro é o princípio da independência que significa "se manter sobre os próprios pés". O quarto é a forte unidade sentimental entre os líderes e o povo. Uma ideologia sem sentimento de massa é inútil. Não se pode servir a nação e seu povo.  Os coreanos dizem que Kim Il Sung possuía um profundo amor pelo povo.

Política militar

No curso de nossa visita, nós conversamos sobre o Exército Popular.  A Coreia chama sua estratégia militar de a "Política Songun". A essência dessa política é fazer com que o Exército Popular seja forte para defender o socialismo. O Exército Popular deve sempre ser forte para garantir a independência nacional e do seu povo.

A Coréia tem uma longa história de luta contra o imperialismo japonês e americano. Se revermos essa história, a política da segurança da nação é a obrigação da Coreia e do povo coreano. Criar um Exército Popular forte é uma necessidade para o povo coreano. Isto é necessário devido à guerra imposta pelo imperialismo, porque há uma longa história de massacres desumanos pelos imperialistas. Mais de 10 milhões de pessoas perderam suas vidas em tais intervenções imperialistas. Cada família coreana é uma família de mártires. Lá fomos ao Museu da Guerra. Após ver o Museu da Guerra, todos estão confiantes de que a política militar da Coreia é objetivamente correta.

Relações internacionais

No decurso da nossa visita, vimos a Exposição de Amizade Internacional. Havia inúmeros presentes e prêmios dados a Kim Ill Sung pelos amigos, instituições internacionais e pelo povo. Se tomarmos um minuto para cada item, levaria um ano e meio para olhar todos os itens. Não só de amigos internacionais, mas também das pessoas que Kim Ill Sung conheceu de toda a Coreia. Ele visitou muitos lugares no interior do país. Turistas em grandes números estão visitando a Coréia. Descobrimos que os turistas vagam em muitas áreas do país. Os turistas são provenientes da Europa, América e outros continentes também. Há sempre uma multidão de turistas para ver a exposição da amizade internacional. A Coréia adotou uma política  diplomática internacional, pacífica e amigável .


*Na RPDC a presença do capital estrangeiro é restrita a poucas zonas econômicas especiais, onde geralmente se realizam empreendimentos em conjunto com países como China, Coreia do Sul e Rússia. No país não existe propriedade privada dos meios de produção. Todos os hotéis coreanos, como o Hotel Koryo e o Hotel Yangakdo, são propriedades estatais. (Nota do Blog de Solidariedade à Coreia Popular)

Um comentário:

  1. Texto excelente! Gostei bastante.

    Nosso amigo e companheiro Krishna Bahadur Mahara se preocupa bastante com a situação de emprego, o que leva a deduzir que é dos piores problemas enfrentados pelos nepaleses.

    E o turismo só faz crescer na Coreia Popular!

    ResponderExcluir