CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Kim Jong Il inicia seu trabalho no Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia


No dia 19 de junho de 1964, o líder norte-coreano Kim Jong Il iniciou seu trabalho no Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia. Kim Jong Il, tendo em conta suas qualidades como organizador e trajetória interna no Partido.

Há 47 anos, já nos seus primeiros dias de trabalho no Comitê Central do Partido do Trabalho da Coréia, conseguiu sistematizar de forma integral a Idéia Juche, ideologia revolucionária elaborada pelo líder da Revolução Coreana, Kim Il Sung (1912-1994), com a finalidade de estudá-la melhor e de compará-la em todos os aspectos as doutrinas antecedentes. Levou tal ideologia a um nível superior de desenvolvimento. Nos dias de hoje, além do Instituto Internacional da Idéia Juche, existem mais de 1100 entidades e organizações regionais em mais de 100 países dedicadas ao estudo e à divulgação da Idéia Juche. Pode-se dizer que isso se apresenta como um valioso resultado das atividades teóricas do dirigente Kim Jong Il.



Kim Jong Il em sua juventude


Seus esforços como teóricos se reforçaram quando se pôs em duvida o caráter científico do socialismo por conta da desintegração da URSS e de outros países socialista do Leste Europeu no final do século XX e, também, por conta da ofensiva ideológica das forças anticomunistas. Escreveu muitas obras por ocasião de tais acontecimentos: “Nosso socialismo centrado nas massas populares é invencível” (maio de 1991), “Lições históricas da construção socialista e a linha geral de nosso Partido” (janeiro de 1992), “A difamação do socialismo não será tolerada” (março de 1993) e “O socialismo é uma ciência” (novembro de 1994), nas quais explicou as características essenciais do socialismo coreano, "centrado nas massas populares"(sic). Procurou demonstrar cientificamente a superioridade do socialismo coreano e refletiu sobre a causa da derrota do socialismo em várias nações e qual seria o caminho para reerguê-lo, mostrando novos caminhos para sair da crise e entrar numa nova fase de reestruturação e ascenso. Em abril de 1992, foi adotada a Declaração de Pyongyang que afirmava “Defendamos e levemos adiante a causa do socialismo!”. Tal declaração foi assinada por mais de 200 partidos políticos do mundo. 


A política Songun que se pratica hoje na RPD da Coreia representa um exemplo vivo da extraordinária capacidade política do dirigente Kim Jong Il. A Coreia optou por levar a cabo essa forma singular de política na segunda metade da década de 1990, época de grandes dificuldades para a RPD da Coreia. Num momento em que todas as ofensivas do imperialismo encabeçado pelos Estados Unidos levavam a cabo todas as medidas para estrangular o sistema socialista do norte da Coreia, a política Songun foi responsável por fortalecer a capacidade militar do país tendo o Exército Popular como medula. Atualmente a RPDC se encontra, podemos dizer, na fase final da superação da crise da década de '90 e demonstra perspectiva de desenvolvimento futuro.


André Ortega

Nenhum comentário:

Postar um comentário