domingo, 17 de abril de 2011

RPDC festeja aniversário de Kim Il Sung


A República Popular Democrática da Coreia prepara-se para festejar na próxima sexta-feira (15) o 99º aniversário de nascimento de seu líder e "presidente eterno", Kim Il Sung.
Kim Il Sung é proveniente de uma família de longa tradição revolucionária. Seus pais foram perseguidos por se rebelarem contra o domínio japonês na Coreia. Com apenas 14 anos de idade, funda a "União Para Derrotar o Imperialismo" - mais tarde denominada União da Juventude Comunista.

Destacando-se na luta antijaponesa desde 1932, em 1945 Kim Il-Sung e seu exército revolucionário marcham vitoriosos sobre Pyongyang, sob o incentivo da população local.

Nos dias em que desenvolvia a luta armada por liberar o país que estava sob a ocupação militar de Japão (1905-1945) ele apresentou uma original linha da construção do poder popular e estabeleceu um governo revolucionário.

As experiências e os vitórias acumuladas nesse período serviram de base para a instauração do poder popular na Coreia depois da liberação, que aconteceu em 15 de agosto de 1945.

Kim Il Sung publicou varias obras, como "Sobre a construção do Partido", "O Partido, o Estado e as forças armadas na Pátria liberada", "Sobre a democracia progressista" e "Sobre a construção de uma nova Coreia e a Frente Unida Nacional", nas quais delineia o caráter e a tarefa da revolução coreana, apresentando uma linha política original.

Esta linha resultou na fundação em 9 de setembro de 1948 do primeiro Estado democrático popular no oriente, a República Popular Democrática da Coreia, com a qual o povo coreano, outrora apátrida, passou a viver em um país soberano e independente.

Em 1956 resiste ao revisionismo imposto pela direção do soviético Nikolai Khruchov na URSS. A partir dos anos 70, a Coreia, sob sua liderança, passa a integrar o Movimento dos Não Alinhados.

Durante o conflito sino-soviético dos anos 1960, Kim Il Sung, ao manter neutralidade na questão, desenvolve a ideologia Juche, definida por ele como a "principal fórmula política socialista". Praticada de forma integral, dessa forma desenvolveu-se a "defesa fidedigna do socialismo coreano", apesar das péssimas adversidades dos últimos anos do século 20.

Kim Il Sung colocou como meta a construção de uma potência socialista próspera. Sua orientação resultou em construções monumentais e a transformação em grande envergadura de sua terra.

Kim il Sung faleceu em 1994 aos 82 anos e seus restos encontram-se em um mausoléu em Pyongyang, dedicado pelo povo norte-coreano a seu eterno presidente.

Fonte: Portal Vermelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário