CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

sábado, 1 de agosto de 2015

Kim Jong Un discursa na IV Conferência Nacional de Veteranos


Respeitados participantes na IV Conferência Nacional de Veteranos.

Participantes na Guerra de Libertação da Pátria e homens de mérito de todo o país nesse período:

Estendo minhas calorosas felicitações a todos os companheiros em saudação ao 27 de julho, dia da vitória na guerra que será recordado eternamente por nossa gloriosa pátria, a República Popular Democrática da Coreia.

Rendo meu profundo tributo aos soldados do Exército Popular e do Corpo de Voluntários do Povo Chinês que deram suas valiosas vidas pela sagrada causa da liberdade e da emancipação da nossa República e da paz.

A presente conferência, celebrada hoje majestosamente pelo motivo do aniversário de 62 anos do grande triunfo na Guerra de Libertação da Pátria, é um evento festivo que faz jus ante o mundo das gloriosas tradições de nossa pátria que sob o mando dos grandes líderes vem conseguindo sucessivos triunfos na contenda revolucionaria anti-imperialista, assim como um acontecimento de grande transcendência que exibe o ímpeto revolucionário de todo o exército e outros setores do povo quem, como herdeiros do espírito da luta heroica da luta heroica evidenciada pelas gerações precedentes, estão decididos a lograr novos grandes triunfos da potência do monte Paektu.

Aproveito esta significativa ocasião para render minha homenagem mais profunda e máxima honra ao grande Líder Kim Il Sung quem conduziu a vitória a duas guerras revolucionarias contra os poderosos impérios japonês e estadunidense e ao grande General Kim Jong IL quem logrou triunfos consecutivos no enfrentamento sem precedentes pela defesa do socialismo.

Profundo tributo e efusivas saudações aos militantes e aos combatentes antijaponeses, os participantes na Guerra de Libertação da Pátria e os homens de mérito de todo o país nesse período que, ao derrotar a aliança imperialista arregimentada pelos Estados Unidos, lograram um grande trunfo naquele conflito sangrento em defesa da pátria e do povo e escreveram uma lenda de sucessivas vitórias da Coreia heroica seguindo fielmente a direção dos grandes líderes.

De igual modo, rendo homenagens aos veteranos do Corpo de Voluntários do Povo Chinês que nos deram ajuda a nossa justa guerra revolucionaria ao combater derramando o sangue na mesma trincheira junto com os soldados de nosso Exército Popular, para a liberdade e emancipação do povo coreano e a paz no oriente.

Nosso 27 de julho é o segundo Dia da Libertação que nós defendemos honrosamente da invasão vândala do império norte-americano a dignidade e a soberania da pátria, uma festa dos orgulhosos vencedores que obrigaram os ianques que pretendiam dominar e escravizar todo mundo a empreender o declínio da derrota.

O feito de que nossa República, a menos de dois anos depois sua fundação, propiciara a vergonhosa derrota ao imperialismo norte-americano que se alardeava de “supremacia” no mundo e salvaguardou a soberania nacional e a paz e a segurança no mundo foi um milagre de caráter militar, sem paralelo na história das guerras da humanidade, e um magno acontecimento sem precedentes nos cinco milênios da história nacional.

A Guerra de Libertação da Pátria na qual rechaçamos o império estadunidense, que cresceu através de suas agressões e saques, foi feito de forma desigual entre um homem que não tinha nada mais que os punhos e uma horda de gangsteres bestiais. Ninguém pensaria nem remotamente a ideia de que o povo coreano sairia vitorioso nesse conflito que bem poderia se definir como um enfrentamento entre um rifle e a bomba atômica.

Entretanto, ao logo dos três anos de uma sangrenta briga nosso exército e povo defenderam com firmeza a pátria, ao contrário de todos os prognósticos, e a Coreia ficou amplamente conhecida como país heroico e milagroso que impediu uma nova conflagração mundial.

Companheiros:

Já transcorreram mais de seis décadas desde aquele momento de triunfo em que derrotamos os soberbos ianques, quando queimamos sua bandeira nacional e lançamos fogos de artifícios levantando o pavilhão de nossa República.

Neste território avançado da luta anti-imperialista durante um longo período em que vem se sucedendo gerações e séculos, não conheceu um só momento de sossego devido a constante ameaça de agressão e guerra. Assim mesmo se vem dando mudanças notáveis na política mundial.

Contudo, nossos militares e civis conservam intacto seu imponente aspecto de defensores da independência e nossa pátria emerge como bastião da independeria anti-imperialista e baluarte da paz.

Enquanto que é dos Estados Unidos a ignominiosa tradição de sofrer derrotas por nossos golpes demolidores desde os anos 50 do século passado até hoje, é da Coreia heroica a orgulhosa tradição de dar-lhe golpes duros e seguidos ao império norte-americano que nos ataca irreflexivamente confiando em seu tamanho.

A gloriosa história e tradição da vitória de nossa pátria tem sido estabelecida pelas originais ideias militares, engenhosas estratégias, táticas e destacada arte de mando do grande Líder Kim Il Sung e do grande General Kim Jong Il, comandantes legendários jamais vistos na história, se nutrem do espírito heroico e do esforço tenaz de nosso exército e de outros setores do povo ilimitadamente fiéis ao partido e ao líder.

É uma verdade e lei da história que não há maneira de conquistar um exército e povo que estão sob a direção de um grande líder que se levanta para defender sua pátria, convencidos da justeza de sua causa e confiantes em sua força.

Não pode haver hoje sem ontem, nem amanhã sem hoje.

Nossos veteranos de guerra são testemunhas do potencial e da vitória da Coreia heroica, e tesouros inapreciáveis do país que representam uma era a que se faz referência em associação aos respeitáveis nomes dos grandes líderes.

Nosso Partido respeita infinitamente e aprecia altamente os veteranos da guerra não só como salvadores da pátria, mas também como excelentes precursores da revolução e educadores que ensinam a seus sucessores que avançam até a vitória definitiva o espírito de defesa firme da pátria.

São heróis admiráveis da nação e patriotas autênticos que deram tudo de si em defesa do partido, da revolução, da pátria e do povo.

Nosso povo e as novas gerações estimam em seus corações a geração dos vencedores na guerra e entre eles figuram os heróis conhecidos e desconhecidos como Ri Su Bok, Kang Ho Yong Ae que não vacilaram em dar sua preciosa vida pela pátria.

Se não fosse pelas heroicas gerações de nossos avós e pais, que cobriram com seu corpo as brechas do inimigo e enfrentaram aviões e tanques inimigos arriscando a vida, não existiria o modo de vida onde todas as gerações podem desfrutar da felicidade e do amparo da prestigiosa pátria socialista e do partido do trabalho.

Mesmo tendo se passado muitos anos, as façanhas legendarias e lutas sangrentas dos valorosos soldados do Exército Popular que combateram os agressores com o espírito indomável e trouxeram a vitória, não foram esquecidos e não serão apagados jamais mas brilharão ainda mais igual a pátria prospera.

Os soldados heroicos da década de 1950 demonstraram nos combates reais que com o firme espírito se pode aniquilar com segurança o exército agressor imperialista que ameaça com suas bombas atômicas.

Na confrontação com a aliança imperialista que se vangloriava de sua superioridade numérica e tecnológica nosso exército e povo confiaram e apoiaram plenamente no comando supremo onde estava o Grande Líder Kim Il Sung, herói legendário. E sua valentia ímpar que assombrou o mundo procedia do ardente amor à pátria, um ódio visceral ao inimigo e ao espírito revolucionário do Paektu de aniquilar o inimigo mesmo correndo grande perigo de morte.

O imperialismo norte-americano que se vangloriava de sua “invencibilidade” lançou reiteradamente as ofensivas frenéticas mobilizando grande quantidade de armas, equipes e até as tropas dos países satélites. Mas não pode intimidar nosso exército e povo imbuídos da confiança e amor a sua pátria, nem evitar a rotunda derrota política, militar, espiritual e moral.

O espírito de defesa da pátria concebido no fragor da guerra constitui um poderio incomparável com nenhuma força física e mais valioso bem que as novas gerações devemos herdar dos veteranos possuidores de firme ideologia e fé.

Os grandes líderes apresentaram aos veteranos forjados e provados na amarga guerra como núcleo das fileiras do partido e da revolução e os tem grande apreço.

Sob a grande confiança do partido e do líder, ao término da guerra os participantes nela e os homens de mérito desse período seguiram pelo caminho da revolução e se entregaram por completo ao fortalecimento e desenvolvimento da pátria.

As epopeias da época de Chollima em que o povo coreano demonstrou uma vez mais seu valor mediante um grande auge e os gloriosos anos em que ele levantou uma potência socialista política, econômica e militarmente independente, conservando os inestimáveis vestígios da abnegação dos vencedores na guerra que, apertaram os cintos e trabalharam muito fazendo as vezes o de seus companheiros fisicamente desaparecidos, em fiel apoio a causa do Partido.

O nobre mundo espiritual dos veteranos da guerra quem compartilhou com o Partido as alegrias e as dores tanto nos dias severos como nos dias gloriosos, que venceu firmemente as duras provas da Árdua Marcha, a forçada, e vem mostrando as novas gerações a vontade de seguir até o fim a direção do Partido sobre a revolução mediante a politica Songun, serve de um precioso exemplo dos valores revolucionários que todos devem aprender.

 É para nós motivo de grande orgulho e força ter como precursores da revolução os veteranos da guerra que lograram imprescindíveis méritos na grande defesa da pátria e colossal obra da construção socialista e entregam valiosas riquezas ideo-espirituais as jovens gerações.

Por contar com homens extraordinários como vocês que vem seguindo o Partido mesmo a pesar dos pesares, como o fizeram os combatentes veteranos antijaponeses, e dão animo ao destacamento para que continue o avanço geral, em sua qualidade de soldados revolucionários que mantêm sua integridade durante toda a vida, o Partido sempre se sente seguro.

O incalculável espírito de luta e as brilhantes proezas patrióticas dos veteranos de guerra que vem dando tudo de si para a reunificação independente da pátria e seu fortalecimento e prosperidade, seguindo de todo o coração os grandes líderes e o Partido desde aqueles dias da guerra que avançava sob a chuva de balas até hoje em dia, serão escritos com letras douradas nos anais da luta heroica de nosso povo.

Companheiros:

Dar-lhe eterno brilho aos perpétuos méritos do grande Líder quem conduziu a guerra a vitória e as façanhas dele e do grande General em sua direção da revolução mediante Songun e herdar com firmeza o espírito da luta heroica e da defesa da pátria dos mártires revolucionários e dos militares veteranos constitui uma das importantes orientações estratégicas que mantêm nosso Partido em seu empenho de pôr um ponto final a confrontação com o imperialismo e com os Estados Unidos e antecipar o dia da vitória definitiva da revolução coreana.

O espírito da defesa da pátria posto evidente pelos valentes combatentes da década de 1950 é um grande espírito da época que lhe continuidade ao revolucionário de Paektu, assim como a alma da Coreia de Songun que cultiva o coração dos militares e dos civis o ardente patriotismo e os chama a realizar façanhas heroicas.

Cada ano celebramos solenemente o dia da vitória na guerra, precisamente para felicitar os veteranos de guerra que são precursores da revolução, apreciar e dignificar sua vida heroica, prover firmemente a todos os oficiais e soldados do Exército Popular, demais setores do povo e a nova geração com o espírito dos defensores da pátria da referida década e convocá-los energicamente a grandiosa obra para criar uma nova aceleração da Coreia.

Tomando o espírito da defesa da pátria da década de 1950 como excelente manual para a luta de classes e contra os imperialistas, como arma ideológica e espiritual para glorificar a história e as tradições da Coreia heroica, devemos demonstrar sem reservas sua potencialidade na batalha decisiva que concluirá com nosso triunfo a confrontação com o imperialismo e com os Estados Unidos e a construção de um estado poderoso e próspero.

Os veteranos de guerra devem apoiar o partido e a pátria, com o mesmo fervor e vigor inesgotável daqueles dias em que cantavam canções revolucionarias desejando de menos do Comando Supremo nas trincheiras envoltas em chamas, e deixando como herança a seus descendentes, sua fidelidade tão imaculada como diamante, sua fé revolucionaria que não abandonam nem preste a morte e seu indomável espírito da defesa do país.

O espírito da defesa da pátria e a revolução que os combatentes heroicos demonstraram na guerra deve ser o suporte da fé de todos os oficiais e soldados do Exército Popular. A disciplina revolucionaria de cumprimento incondicional as ordens e instruções do Comandante Supremo deve ser o primeiro fator que o mantêm inabalável. E o fervoroso patriotismo que leva a oferecer a vida para defender cada centímetro do território, a implacável determinação de aniquilar o inimigo reinará nas áreas de treinamento pelo título da unidade Guarda e nos campos de batalha.

Sem se reavivam hoje o espírito com que fabricaram a munição de guerra fazendo funcionar máquinas com as mãos durante o apagão e a vontade com que se consagraram a produção agrícola, o transporte de equipamentos e a ajuda à frente em meio do bombardeio inimigo, se lograram sucessivamente êxitos admiráveis na construção da potência econômica e se fará realidade o sonho de converter em ouro todos os campos, mares e montanhas do país.

Nosso Partido presta especial atenção a formação das novas gerações no espírito da defesa da pátria.

A questão da juventude é precisamente a da continuidade da revolução e o mais importante nisso é legar-lhes ideias e fé.

Aos jovens lhes corresponde guardar no fundo do coração o espírito com que nossos antecessores defenderam a pátria à custa de seu sangue e sacrifício de sua vida sem vacilação sim a pátria o exige como os combatentes heroicos da década de 1950. Ainda mais, como o veemente amor à pátria, belo ideal e grande aspiração, acolheram com coragem a primeira linha da revolução do Songun e as importantes obras de construção, onde manifestaram plenamente sua audácia e valor como protagonistas da inestimável potência dos jovens e como vanguarda juvenil do Songun.

Respeitar os combatentes antijaponeses e os veteranos de guerra considerando-os como predecessores da revolução de grande valia é uma tradição dos revolucionários coreanos e uma qualidade que nos caracteriza.

Em toda a sociedade predominará o ambiente de honrar os veteranos de guerra e atendê-los com toda sinceridade para que não tenham nenhum incomodo em sua vida.

Isto permitirá que aqueles que nos vem fazendo o grande favor de defender a felicidade de hoje sintam a honra de haver participado na Guerra de Libertação da Pátria, cobrem maior força e vigor com o passar dos anos e finalizem a vida com o sentimento de orgulho.

Na atualidade, Estados Unidos e seus seguidores, incapazes de aprender a lição de sua humilhante derrota na década de 1950 e do fracasso total de sua política hostil que aplicam a décadas contra a RPDC, fazem desesperados esforços por sufocá-la.

Sim o inimigo, desconhecedor das tradições legitimas da história, volta a provocar incessantemente a nossa República, nossas forças armadas revolucionarias acabarão com os agressores e os sepultarão para sempre.

A força que possuímos, EUA e nós podemos rivalizar em todos os métodos de guerra que ele escolha.

Contamos com grande capacidade de dissuadir os EUA de seu intento de provocar uma guerra nuclear.

A época que Washington nos chantageava com suas armas nucleares acabou para sempre. É uma realidade de hoje que EUA já não podem chantagear-nos nem nos horrorizar, mas que nós sejamos para ele uma grande ameaça e agente de pânico.

Independência é justiça e o inexorável triunfo deste vem sendo comprovado pela história.
Nossa causa é justa e não existe no mundo força capaz de deter o nosso exército e povo que avança com ímpeto e vigor multiplicados, unidos monoliticamente em torno do Partido e empunhando como arma potentíssima o espírito revolucionário do Paektu e o da defesa da pátria da década de 1950.

Marchemos todos energicamente até a vitória final.

Estimados militares veteranos, participantes na Guerra de Libertação da Pátria e pessoas de mérito de todo o país nesse período:

Meus melhores votos por uma vida longa e boa saúde dos respeitados companheiros e felicidade de suas famílias.

KIM JONG UN

Nenhum comentário:

Postar um comentário