quinta-feira, 7 de julho de 2016

O Líder e o povo


Se passaram 20 anos desde que faleceu o grande camarada Kim Il Sung. O povo coreano guarda profundamente em sua memória sua vida revolucionária dedicada ao povo.

O povo é céu e professor

Iminwichon (considerar o povo como o céu) era a teoria e máxima de Kim Il Sung, sua firme crença política e seu princípio básico da vida.

Ele acreditou que à margem do povo é inconcebível tudo, ou seja, a Filosofia, a Economia, a Literatura, etc., e que não nada irrealizável se confiar nele ainda que se apresentem tarefas difíceis e complicadas.

No começo de suas atividades revolucionárias concebeu a Ideia Juche de que as massas populares são artífices da revolução e sua construção e possuem a força capaz de impulsioná-las e, apoiando-se em sua inesgotável força, conduziu vitoriosamente as duas guerras e restaurações, as duas etapas da revolução social e a construção socialista.

Tomou com sua invariável convicção o princípio de que o povo é a razão de existência do partido, Estado e exército e aplicou plenamente a política de valorização daquele. Por esta razão, numerosas organizações e estabelecimentos como órgãos estatais, econômicos e culturais e hospitais levam o nome de “povo”, para não falar dos casos do país e das forças armadas. O fato de que se estabeleceu o regime socialista centro nas massas populares onde estas são donas de tudo e tudo está a seu serviço é o resultado do sublime conceito do Presidente sobre as mesmas.

Sempre entre o povo
Kim Il Sung sentiu sua maior alegria compenetrando-se com a população e durante toda sua vida realizou incessante visitas de trabalho em seu benefício.

Nesta trajetória, ora empurrou o carro afundado no lamaçal para continuar a viagem, ora entrou no arrozal inundado para analisar o trabalho de ar, ora se internou na galeria de uma mina onde caíam gotas de água para reunir-se com os mineiros. Caminhando ao longo do caminho acidentado, ele escolheu o terreno do reservatório de uma fazenda e abriu uma estrada na zona pantanosa para arar.

Nas fazendas debateu com os camponeses sobre os métodos de cultivo ajudando-os a transplantar mudas de arroz e outras tarefas, e nas fábricas tratou com simplicidade aos operários, tomando suas mãos empoeiradas. Em uma ocasião adiou uma reunião de consulta com funcionários diretivos para conversar com os trabalhadores e escutou as opiniões firmes das mulheres e as anotou em seu caderno.

O percorrido por ele desde a libertação do país até os últimos momentos de sua vida chega a 578 mil quilômetros. Assim sua abnegação e direção em benefício do povo trouxeram um grande salto na construção socialista e abriram uma nova era da prosperidade do país.

Pai do povo
Nascido em uma pobre família camponesa, Kim Il Sung cresceu experimentando na própria pele o que padeciam os trabalhadores agrícolas. Sempre prestava profunda atenção na vida da população, dizendo que o maior desejo que teve em sua vida era fazê-la desfrutar de uma vida feliz em casa de telhas, alimentando-se de arroz e sopa de carne e vestindo trajes de seda.

Seu amor ao povo chegou a todos os rincões do país.

Durante sua passagem pelas fábricas se informava sobre as condições da vida dos operários antes de analisar o estado de produção, e nos campos se inteirava, antes de tudo, sobre o rendimento em dinheiro dos camponeses. 

Em sua vista aos lares dos trabalhadores se interessava até pelos detalhes de sua vida econômica destapando tigelas de cereais e potes ou saboreando massas e molhos feitos de soja. Houve casos em que esperou até o amanhecer um camponês que dormia, no pátio de sua casa, e abriu lancheiras dos alunos que iam à escola, para conhecer a situação de sua vida.

Graças a seu amor e solicitude se levantaram em toda parte numerosas criações à serviço do povo e se aumentaram notadamente as riquezas do país.

Hoje os coreanos vivem felizmente disfrutando dos benefícios sociais como a assistência médica e a educação gratuitas e exercendo a liberdade e os direitos autênticos como donos do poder estatal e dos meios de produção em todos os setores político, econômico e social.

Portanto, recordam com profunda emoção as eternas proezas realizadas por Kim Il Sung pela causa do povo e o enaltecem como Líder do povo, como eterno Sol.
Do Naenara

Nenhum comentário:

Postar um comentário