domingo, 21 de fevereiro de 2016

MINREX denuncia a “lei de fomento de sanção e a política anti-Coreia do Norte” dos EUA

 
O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da República Popular Democrática da Coreia deu a seguinte declaração:

Na atualidade, os Estados Unidos atuam com hostilidade mórbida contra a RPDC. O Senado e a Câmara do Congresso estadunidense aprovaram a “lei de fomento de sanção e a política anti-Coreia do Norte de 2016”, que foi posta em vigência oficial no dia 18 com a assinatura do presidente Obama.

Esta lei está composta por artigos destinados a impedir nossas normais atividades econômicas e comerciais e recrudescer a campanha psicológica e de “direitos humanos” para desintegrar o interior da RPDC.

São absurdas a vil sanção e a campanha psicológica dos EUA encaminhadas a impedir o cumprimento da linha de desenvolvimento paralelo da RPDC.

A sanção não surte nenhum efeito para nós que vivemos durante mais de meio século sofrendo pela brutal sanção e nos obrigou a fabricar por nossa própria conta até a bomba de hidrogênio. A sociedade internacional opina unanimemente que com a sanção e a ameaça não se pode resolver o problema da Península Coreana mas complicá-lo ainda mais.

Não podem ignorar que a campanha dos EUA, que questiona como ato de perturbação da paz nossas justas medidas de autodefesa, persegue a meta de derrotar o regime socialista da RPDC, centro da vida e felicidade do povo coreano.

Até esta data, EUA disse com frequência que a sanção e pressão não são para afetar o povo coreano e suas condições de vida. Mas, desta vez, revelou abertamente que a essência de sua política sobre a RPDC reside em asfixiar sua economia nacional em conjunto e derrotar seu regime socialista. O fato comprova que continua e ultrapassa o limite a política norte-americana de hostilidade a RPDC com a meta de eliminar fisicamente a existência de nosso Estado e povo.

O império americano pretende utilizar até o “problema de direitos humanos” como pretexto de sanção afim de derrotar o socialismo na RPDC. Mas, a brutal sanção econômica é a pior violação dos direitos humanos do povo coreano e o imperialismo será sentenciado por este crime. As manobras desesperadas dos EUA centuplicam a firme vontade do nosso exército e povo de defender até o fim o mais vantajoso regime socialista, onde todo o povo disfruta grandemente dos verdadeiros direitos humanos, e de levantar sem falta a potência econômica e a civilização dando prioridade ao auto fortalecimento.

Por mais que se intensifique a política estadunidense de hostilidade contra a RPDC, sustentaremos mais alto a linha de desenvolvimento paralelo da construção econômica e das forças armadas nucleares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário