CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

sábado, 1 de outubro de 2011

Nota: Aumento de crimes norte-americanos na Coreia do sul

Os últimos meses registraram um grande aumento de crimes cometidos por soldados norte-americanos estacionados na Coreia do sul. De acordo com os arquivos liberados pela Agência de Polícia sul-coreana, registraram-se mais de 370 ocorrências como furtos, assaltos, estupros etc. cometidos por norte-americanos – mais do que o dobro registrado em 2005. Foram registradas também, em 2010, 24 ocorrências de assassinatos cometidos por também por norte-americanos.

Recentemente, no dia 30 de setembro de 2011, um soldado norte-americano pertencente à Segunda Divisão do exército agressor, foi acusado de estuprar uma estudante sul-coreana de dezoito anos em Tongduchon, na província de Kyonggi. Apesar disso, o criminoso não será julgado por tribunal da República da Coreia, mas sim um tribunal norte-americano.
Tal quadro deplorável ainda é marcado pela impunidade. Embora milhares de casos de crimes tenham sido registrados de 2005 a 2010, somente dois recrutas criminosos foram condenados neste mesmo intervalo de tempo.

A inexistência de uma situação de guerra de facto – apesar dos constantes desequilíbrios e tensões entre o Norte e Sul da Coreia – e a demanda comum de todo o povo coreano pela reunificação pacífica da Coreia não coaduna com a ocupação do sul da Coreia pelas tropas agressoras norte-americanas e exige a retirada imediata das mesmas, assim como uma devida indenização ao povo coreano por todos os crimes lá cometidos.


Da Redação, com Agências KCNA e Yonhap

Nenhum comentário:

Postar um comentário