domingo, 9 de maio de 2010

Presidente da Coreia Popular, Kim Jong Il, visita a China


O presidente da República Popular Democrática da Coreia, Kim Jong Il, chegou a Dalian, cidade chinesa há 300 Km da fronteira com a RPDC no dia 3 de maio numa escala de viagem a Pequim. No dia 5 de maio Kim Jong Il encontrou-se com o presidente chinês, Hu Jintao.

A escala em Dailian é repleta de simbolismo. Nesse importante centro industrial do nordeste da China foi construída, em parceria entre os dois países, a Ponte da Amizade.

A visita do presidente Kim Jong Il à China foi uma retribuição à visita do presidente Hu Jintao a Pyongyang em outubro do ano passado para as celebrações dos 60 anos de amizade e relações diplomáticas entre a China e a RPDC. Na oportunidade Hu Jintao reiterou o convite a Kim Jong Il para a visita à China.

Antes de Kim Jong Il viajar, uma delegação da Coreia Democrática, coordenada por Kim Yong Nam, esteve em Xangai no dia 1º de maio para a abertura da Exposição Universal e foi recebida com honras pelo presidente chinês. Hu Jintao sublinhou que “nos últimos anos conseguimos um grande avanço nas relações bilaterais comuns graças aos esforços dos nossos dois países. Desejo de todo coração ao povo coreano os maiores êxitos na luta para acelerar a construção econômica e para melhorar ainda mais a vida do povo nesse ano em que celebrará os 65 anos de fundação do Partido do Trabalho da Coreia”.

Demonstrando certa irritação com as boas relações mantidas pelos vizinhos China e Coreia Democrática, o presidente sul-coreano, Lee Myung Bak, decidiu, no dia 4 de maio, responsabilizar seus irmãos do norte pelo acidente ocorrido com a corveta da marinha de guerra sul-coreana que afundou, matando 46 soldados, no mar Oeste da Coreia há quase dois meses atrás.

Em comunicado oficial, a Coreia Democrática negou qualquer envolvimento com o acidente do navio sul-coreano e afirmou “faltar aos coreanos do sul uma investigação mais profunda sobre o caso e que o acidente é de responsabilidades dos próprios sul-coreanos”.

ROSANITA CAMPOS


Fonte: Jornal Hora do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário