sábado, 30 de março de 2013

KCNA: Povo da RPDC está em alerta vermelho para guerra total

Operários se alistam na Guarda Vermelha Operário-Camponesa para defenderem
suas fábricas

O povo da República Popular Democrática da Coreia se levantou como um só na ação para rechaçar os movimentos dos USA e dos militaristas sul-coreanos para iniciar uma guerra nuclear na península coreana.

A vontade do povo da RPDC de punir os provocadores se tornou ainda mais convicta após receber a notícia de que o Marechal Kim Jong Un examinou e ratificou os planos para bombardear as bases militares norte-americanas.

Todo o país está agora ansioso para iniciar a guerra sagrada pela reunificação nacional. Os membros da Guarda Vermelha Operária-Camponesa nos estabelecimentos industriais e fazendas cooperativas estão em postura de combate, somente esperando a ordem para iniciar a ação.

Depois da formação dos destacamentos de combate, os guardas vermelhos já tomaram suas posições e terminaram os preparativos para proteger as fábricas e povoados dos bombardeios aéreos. Os estabelecimentos industriais já estão prontos para entrarem no sistema de produção em tempo de guerra a qualquer momento.

Enquanto isso, aumenta drasticamente o número de voluntários para o serviço militar.

A conclusão final é de que o povo da RPDC acertará contas com os imperialistas norte-americanos e os militaristas títeres sul-coreanos a qualquer custo.

12 comentários:

  1. Que a glória esteja ao lado do bravo povo coreano!

    ResponderExcluir
  2. Aproveito e tomo a liberdade de republicar esta matéria no blog Método Dialético, resguardada a autoria deste espaço.

    Caso haja inconveniente é só comunicar que suprimo a postagem.

    Saudações!

    ResponderExcluir
  3. É de se esperar que não seja a RPDC a primeira a disparar o tiro dessa guerra. Na verdade espero que seja encontrada uma solução pacífica.
    Com arsenal nuclear envolvido, sabe-se lá o que pode resultar. A única certeza é a perda massiva de vidas coreanas e a esterelização de muitas terras em consequência do lixo nuclear. Deus queira que não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A partir de agora, prestem atenção como sutilmente a mídia subserviente aos Estados Unidos faz com que as pessoas não pensem que os jovens americanos também morrem ou ficam mutilados pelo resto de suas vidas, vejam o comentário acima. No atentado as torres gêmeas morreram mais de 2.753 pessoas e durante todo o período que as forças armadas americanas estiveram no Iraque morreram mais de 4.485 jovens americanos que tiveram suas vidas desgraçadas ou abreviadas por NADA, para morrerem em outro país, sem nem saberem REALMENTE o que estavam fazendo lá. De fato, até hoje, nada foi provado contra Sadam Housein. Façam a conta 4.485 + 2.753 = 7.238, valeu a pena? Claro que não, ou claro que sim? Guerra + morte = lucro para os empresários da indústria bélica americana, detalhe, estes finaciam as campanhas dos presidentes que são obrigados a fazer, pelo menos, uma guerra por mandato. Mas a Coréia do Norte não é o Iraque (fraco, desunido e sem bomba atômica). Os EUA estão morrendo de medo, jamais vão tomar a iniciativa, pois passariam pelo mesmo vexame do Vietnã. E o povo norte coreano está morrendo de raiva pelo embargo econômico criminoso feito pelos EUA e seus capachos da ONU.

      Excluir
  4. Coreia do Norte ta bem convencida e encrenqueira heim, nem a Alemanha, que era uma potência no período do entre guerras, conseguiu vencer a Segunda Guerra Mundial tendo aliados fortes(Itália e Japão), quanto mais a Coreia do Norte que ta se achando que sozinha pode vencer a Coreia do Sul, EUA, Japão e demais aliados...

    Tenho pena dos Norte Coreanos, nao desse governo fanfarrão norte coreano, mas do povo, dos camponeses, que vao sofrer bastante se a CN começar uma guerra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendam de uma vez por todas, a Coréia do Norte está sendo obrigada pelos EUA a investir mais e mais nas forças armadas para sua DEFESA e não para atacar. Com o fim da União Soviética e da China comunista, ela está isolada. Se o povo da Coréia do Norte não fosse unido, não tivesse a Bomba Atômica e o terceiro maior exército do mundo os EUA já teriam invadido como fez com o fraco, desunido e sem Bomba Atômica: Iraque. Outro detalhe, não confunda orgulho com convencida e encrenqueira. Orgulho é uma palavra que nós brasileiros não conhecemos, apenas conhecemos a palavra VERGONHA. Não misture as coisas, a Alemanha foi uma história, o Vietnã foi outra (o maior vexame americano) e os EUA, pode ter certeza, estão morrendo de medo, jamais vão atacar, nem a Coréia do Norte, é claro. Com relação ao governo fanfarrão, saiba que ele foi eleito democraticamente, através de eleições que acontecem a cada cinco anos e que, governo fanfarrão é aquele que a cada mandato faz, pelo menos, uma guerra em algum lugar do mundo para retribuir o apoio $$$ dado pela industria bélica na campanha eleitoral (matando jovens americanos que nem sabem REALMENTE porque estão morrendo: por lucro, grana, dinheiro!!!).

      Excluir
  5. Bem... já tá mais que na hora da Coréia do Norte ser reunificada pelo próspero Sul. Fome, miséria e atraso ficarão para trás. Futuro glorioso para a Coréia unificada, capitalista e democrática!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=QgB9P83r7Mk

      http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=URvLj93KR8o

      http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=jLqhrL_YjYw

      Coreia do Sul democrática???

      Excluir
    2. Parte dos sul-coreanos são pró Coréia do Norte, só que muitos foram mortos pela Lei de Segurança Nacional. É assim que as coisas funcionam, quem está na burguesia defende o capitalismo, quem está sendo explorado nas fábricas sul-coreanas defende o comunismo. Na Coréia do Sul se você faz protestos contra o governo, greve ou defende a Coréia do Norte leva borrachada e pode ir até preso. Atenção: o embargo econômico criminoso feito pelos EUA e os capachos da ONU contra a Coréia do Norte é para que alienados como você tenham argumentos para falar mal do regime.

      Excluir
  6. Companheiros, fiquem à vontade para publicarem em outros domínios quaisquer informações contidas nesta página.

    ResponderExcluir
  7. Kim Jong-un pode assestar um golpe nuclear contra as bases militares dos EUA na Coréia do Sul, no Havaí, na ilha de Guam e no Japão, se a República Popular Democrática d’a Coréia for agredida.
    A maior vantagem é que a Coréia do Norte dispõe de 14 mil peças de artilharia.
    Em 2 de abril, Pyongyang anunciou que vai retomar o trabalho de todas as instalações do complexo nuclear em Yongbyon, decisão muito sábia, pois repudia as resoluções injustas contra um País que é vítima d’a sanha belicosa e imperialista do governo dos EUA.
    No no dia 6 de fevereiro, aviões de combate sírios, voaram em baixa altitude no céu de Haifa e Tel Aviv, espalhando folhetos sobre estas duas cidades. Se Israel, o principal "protegido" pelos EUA, é tão vulnerável aos simples caças sírios, podemos imaginar que a tal "proteção" dos EUA para sí mesmo, para o Japão e para a Coréia do Sul é muito relativa para os mísseis d'a República Popular Democrática d'a Coréia, que não é tão desarmada quanto o Afeganistão, o Iraque e a Líbia, covardemente destruídos pelos EUA/OTAN.

    ResponderExcluir