CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

sexta-feira, 25 de março de 2011

Ministério de Relações Exteriores da República Popular Democrática da Coréia denuncia ataque militar dos EUA à Líbia



Pyongyang (ATCC) – Com respeito ao início do ataque militar dos Estados Unidos contra a Líbia, o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da República Popular Democrática da Coréia emitiu o seguinte comunicado através da ATCC:

“No dia 19 os Estados Unidos da América iniciaram o ataque armado contra a Líbia, em colaboração com alguns países ocidentais. 

Os EUA suscitaram uma rebelião interna, intervindo abertamente em assuntos internos da Líbia, e fabricaram uma resolução fraudulenta abusando da permissividade do Conselho de Segurança da ONU.

Em seguida iniciaram uma indiscriminada intervenção militar ultrapassando os limites dessa resolução.
A RPD Coréia condena categoricamente essa agressão à Líbia considerando uma violação flagrante da soberania e integridade territorial desse Estado soberano. Trata-se de um dos piores crimes de lesa humanidade que pisoteia a dignidade e o direito à vida de seu povo.

Essas ações de guerra não podem ser justificadas em nenhum caso e devem parar imediatamente.
Todo o mundo assiste todos os dias como muitos civis pacíficos perderam a vida sofrendo inúmeros desastres devido às guerras desatadas pelos EUA neste novo século.

Insatisfeitos com isso, os EUA deflagram uma nova guerra com o fim de substituir pela força das armas um poder que não tem sua simpatia, sob o vistoso rótulo de “proteção de civis” e apoderar-se dos recursos naturais do país.

O despotismo e as arbitrariedade dos EUA, que praticam sem vacilação alguma a intervenção nos assuntos internos e a invasão armada, abusando da insígnia da ONU e depreciando o poder de um Estado soberano, resultam hoje em causa de perturbação da paz e estabilidade no mundo.

A situação atual da Líbia ensina uma série de lições para a sociedade internacional.

Revelou-se claramente a todo o mundo que a decisão de “renunciar à tecnologia nuclear” por parte da Líbia, de que tanto trataram os EUA no passado, é uma forma de agressão para desarmar o rival com palavras agradáveis como “garantia da segurança e melhoramento das relações” e depois atacando com armas.

Confirmou-se outra vez a verdade da história de que é possível preservar a paz somente com forças próprias enquanto existir no globo terrestre o despotismo e as arbitrariedades.

É muito justo o caminho do Songun (via militar) optado pelo nosso povo. E é dissuasivo para a autodefesa nacional; preparar-se em virtude do Songun é muito valioso para frear a guerra e defender a paz e a estabilidade na Península Coreana.

Artigo publicado no site www.amarchaverde.blogspot.com

Um comentário:

  1. Concordo plenamente com a avaliação que o governo da RPDC faz em relação à agressão armada perpetrada pelo imperialismo norte-americano e alguns governos lacaios da Europa. É preciso que estes ataques piratas contra um país soberano sejam logo interrompidos. Os EUA só respeitam países militarmente fortes. Muito bem faz o governo da RPDC não abaixando a guarda, pois os traiçoeiros imperialistas aproveitam qualquer descuido e invadem os países cujos governos não lhes agradam.

    ResponderExcluir