CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

quinta-feira, 6 de março de 2014

Realizada reunião aberta do Centro de Estudos da Ideia Juche

No último dia 25 de fevereiro, o Centro de Estudos da Ideia Juche - Brasil realizou uma reunião aberta entre seus membros e simpatizantes, onde assuntos relacionados às viagens de seus membros à Coreia Popular em 2012 – com a exibição de fotos e vídeos feitos em tais ocasiões –, à história da Revolução Coreana e à base ideológica da mesma, o Kimilsungismo-Kimjongilismo, foram expostos e debatidos. 

O secretário-geral do CEIJ – Brasil fez a abertura da reunião explicando a trajetória do centro de estudos, com o início do trabalho de solidariedade à Coreia Popular em abril de 2010 com a fundação da página de solidariedade à Coreia Popular, bem como ressaltando as conquistas feitas durante os últimos quatro anos, com um aumento exponencial no número de visitantes da página, de simpatizantes e membros em outros estados, bem como o aumento às centenas de apoiadores da Coreia do norte nestes últimos anos. Continuou, defendendo a necessidade de os democratas, patriotas e revolucionários brasileiros conhecerem a experiência da construção socialista coreana, solidarizar-se com a mesma, e rechaçar as mentiras lançadas pelos grandes monopólios da imprensa reacionária contra este país. Após a fala do secretário-geral, os participantes da reunião expuseram suas visões gerais sobre o país antes de entrarem em contato com o trabalho de solidariedade promovido pelo CEIJ – visões erradas, afirmaram, no geral – e sobre como as modificaram após lerem e estudarem mais profundamente a história e a trajetória de luta do povo coreano, estudo este incentivado pelo CEIJ.

O presidente do CEIJ interviu na reunião fazendo uma explicação breve sobre como se desenvolveu e consolidou o Kimilsungismo, na luta contra o oportunismo de esquerda, o sectarismo e o capachismo às grandes potências, e como, na época da construção do socialismo na República Popular Democrática da Coreia, o mesmo deu corretas diretrizes para combater o revisionismo que emergia na União Soviética e em outros países e para se combater as velhas ideologias burguesas e feudais para consolidar o sistema socialista.

Após os debates, fotos e vídeos das viagens feitas pelos membros do CEIJ à RPD da Coreia em 2011 e 2012 foram exibidos.

3 comentários:

  1. Parabéns pelo blog e por resistir aos anseios burgueses de monopolizar os fatos. Sugiro a publicação das fotos no blog, se possível.

    Abraços,

    L. Minato

    ResponderExcluir
  2. Apesar de toda reação, VENCEMOS de NOVO!
    Viva a CORÉIA DEMOCRÁTICA !
    VIVA O HEROICO POVO E O PARTIDO DO TRABALHO DA CORÉIA!
    vencemos, venceremos!

    ResponderExcluir
  3. Admirável. Meus parabéns ao Centro de Estudos no seu esforço de divulgar a realidade coreana. Faço sugestões para que isso se amplie, para que exposições sejam organizadas em distintas capitais. Por meio de contatos com partidos de esquerda ou com setores acadêmicos podem ajudar bastante nisso.

    Faço a sugestão para que escrevam sobre as eleições parlamentares recentemente ocorridas na Coreia Popular. É uma temática que interessa a todos e ajuda a eliminar muitas incompreensões.

    Saudações!

    ResponderExcluir