quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

MINREX expõe a posição da política externa do governo da RPDC

 

Em sua mensagem de Ano Novo em 2017, o Máximo Dirigente Kim Jong Um fez um balanço dos êxitos alcançados no ano passado pelo exército e povo coreanos e esclareceu a posição da política exterior do governo da República Popular Democrática da Coreia.

Em uma declaração datada do dia 26, o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da RPDC destacou que este ano cumprirá cabalmente as tarefas da política exterior apresentadas na mensagem de Ano Novo e desenvolverá energicamente as relações do país conforme sua posição de digna potência independente e portador de armas nucleares.

Defenderemos com nossas forças a paz e a segurança do nosso Estado e contribuiremos muito para preservar a paz e a estabilidade do mundo, começa a nota e segue:

Ampliar e desenvolver as relações de boa vizinhança, fraternidade, amizade e cooperação com os países, que advogam pela independência, segundo o ideal da política exterior consistente na independência, na paz e na amizade, constituem a invariável posição do Partido e do governo da RPDC.

Este ano, poremos nosso empenho na ampliação dos contatos e intercâmbio e consolidar e desenvolver mais os laços de amizade com os países que têm longo e histórica tradição de amizade e cooperação.

Melhoraremos as relações com todos os países se estes respeitam nossa soberania e nos tratam amistosamente ainda que tenham diferentes ideologias e regimes e dinamizaremos o intercâmbio e cooperação multifacetados com estes nos domínios da política, da economia e da cultura.

Este ano também, rechaçaremos os alvoroços de sanção e pressão anti-RPDC de caráter injusto e ilegal e o despotismo, as arbitrariedades e a pauta de dupla moral e realizaremos esforços para estabelecer a nova ordem internacional independente e imparcial e fazer real a genuína justiça internacional mantendo estreita cooperação com vários países do mundo nos cenários internacionais, inclusive a ONU.

Nossos esforços conjuntos se orientam também para resolver os problemas internacionais tais como o antiterrorismo, os litígios e o meio ambiente e fomentar o desenvolvimento e a prosperidade da humanidade.

A RPDC seguirá fiel ao seu ideal de política exterior de acordo com a independência, a paz e a amizade, elevará sua influência na arena internacional e desenvolverá com iniciativa e de modo multilateral as relações exteriores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário