sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Kim Jong Un assiste apresentação artística junto com delegação estatal de Cuba


O marechal Kim Jong Un, Primeiro Secretário do Partido do Trabalho da Coreia, Primeiro Presidente do Comitê de Defesa Nacional da República Popular Democrática da Coreia e Comandante Supremo do Exército Popular da Coreia, assistiu no dia 7 a apresentação da banda Moranbong e do Coro Estatal Meritório, oferecida para dar boas vindas a delegação estatal da República de Cuba em visita a Coreia com motivo do 55° aniversario do estabelecimento de relações diplomáticas entre ambos os países.

Foram convidados, Miguel Mario Dias Canel Bermúdez, membro do Buro Politico do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba e primeiro vice-presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros e sua esposa, os membros da delegação, o embaixador German Hermin Ferras Álvarez e outros membros da sede diplomática cubana na Coreia.

Assistiram também Hwang Pyong So, Kim Ki Nam, Choe Ryong Hae, Kim Yang Gon, Ri Su Yong, Kim Kye Gwan, os funcionários do Comitê Central do PTC, o Ministério das Forças Armadas Populares e o Ministério de Relações Exteriores, assim como os membros do Conjunto Artístico Wangjaesan e outros conjuntos artísticos militares e civis.

O Marechal, junto com Ri Sol Ju, apareceu no assento e respondeu as efusivas aclamações dos músicos e espectadores.

Artistas coreanas ofereceram ramos de flores ao Marechal e a Miguel Mario Díaz-Canel Bermúdez.

Na sequência da apresentação iniciada com os hinos nacionais dos dois países, tocaram a música orquestral do Coro Estatal Meritório “Pyongyang é a melhor”, a música orquestral e coro masculino “Canção do Exército Popular da Coreia”, a música orquestral “Serie de músicas famosas mundiais”, o quinteto masculino “Não renunciaremos a crença na revolução até a morte”, o coro masculino “iremos ao monte Paektu”, a música rápida da banda Moranbong “de uma vez” e outras músicas variadas.

Os músicos elogiaram as proezas eternas realizadas pelos grandes lideres coreanos, que prepararam e glorificaram a grande história e excelentes tradições de firme obrigação de camaradagem e amizade entre os exércitos e os povos da Coreia e de Cuba, e descreveram a era heroica da Coreia de Juche que registra milagres e inovações na construção de um estado próspero sob a direção do Marechal.

As musicistas da banda Moranbong deram alegria aos espectadores ao executar com excelência a música instrumental e canção “Guantanamera” e o coro feminino “Isla Capri”, que refletiram o nobre sentimento ideológico do povo cubano.

Quando apareceram no fundo da cena as imagens históricas alusivas aos camaradas Kim Il Sung e Kim Jong Il reunindo-se com os camaradas Fidel Castro Ruz e Raúl Castro Ruz, o teatro se encheu de grande emoção.

A apresentação recebeu grandes aplausos e ovações dos espectadores por mostrar a férrea convicção de que não mudará geração após geração o sentimento de amizade arraigado no fundo do coração dos exércitos e povos de ambos os países na luta pela independência anti-imperialista e o socialismo.
Terminada a apresentação, voltou a estremecer o teatro com as aclamações de “Viva!”.

O Marechal respondeu com sua mão levantada as entusiasmadas aclamações dos músicos e espectadores.

da KCNA

Nenhum comentário:

Postar um comentário