quarta-feira, 15 de junho de 2016

RPDC se solidariza com Venezuela ante tentativa de desestabilização imperialista


Ultimamente, os reacionários direitistas venezuelanos exigem um plebiscito para a destituição do presidente gerando a desordem social.

Em um artigo publicado no dia 15, o diário Rodong Sinmun qualificou como justas as medidas tomadas pelo governo venezuelano para enfrentar a situação com a declaração de emergência.Ainda que muitos países expressem apoio e solidariedade a tais medidas, os Estados Unidos as descrevem como "ato antidemocrático" e recrudesce a sanção contra a Venezuela.

Agora, EUA tenta eliminar por todos os meios os poderes de esquerda da América Latina, para torná-la novamente seu "traspatio tranquilo"Os EUA são o principal culpado pela piora da situação regional da América Latina.
O governo estadunidense deve deixar de instigar as forças reacionárias direitistas da Venezuela e de outros países latinoamericanos e parar de imediato seus atos intervencionistas nestes.
O problema da América Latina deve ser resolvido pelos próprios povos latinoamericanos.
Desejando que se estabeleça o mais rápido possível a situação regional, o povo coreano envia apoio e solidariedade invariável à luta das forças de esquerda da Venezuela e esta região mantém a posição independente anti-imperialista e socialista e aprofunda a cooperação mútua.

Da KCNA

Nenhum comentário:

Postar um comentário