sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Publicada proposta importante da RPDC para melhorar as relações Norte-Sul


Pyongyang, 6 de Janeiro (ATCC) -- O governo, os partidos políticos e as entidades da República Popular Democrática da Coréia convocaram uma reunião conjunta sobre a grave situação existente na Península Coreana e entre as relações inter-coreanas.

Nesta ocasião debateram os importantes problemas para superar as dificuldades atuais e abrir uma nova fase para a paz e para a reunificação, publicando no dia 5 uma declaração conjunta.

Através desta nota, partindo da decisão patriótica de dar início a uma nova década de reunificação independente, paz e prosperidade conforme a vontade de todos os cidadãos coreanos, o governo, os partidos políticos e as entidades da RPDC propuseram as autoridades, aos partidos políticos e as entidades da Coréia do Sul os seguintes pontos importantes:

1.      Propomos apoiar amplamente o diálogo e as negociações com os partidos políticos e entidades do Sul, incluindo as autoridades sul-coreanas.

Com o enfrentamento não se pode resolver jamais o problema das relações intercoreanas e nem conquistar nada além de conflitos armados e guerra. Esta é a conclusão tirada dos 3 anos passados.
Para melhorarmos as relações inter-coreanas que se encontram em seu pior estado, conversaremos e negociaremos ativamente com as autoridades, os partidos políticos e as entidades do Sul, sejam autoridades civis, partido no poder ou opositor, progressistas ou conservadores.
Em particular, insistimos em iniciar imediatamente e incondicionalmente as conversações entre as autoridades que deteem o poder e as responsabilidades.

2.      Estamos dispostos a nos reunirmos em qualquer momento e qualquer lugar com os que desejam apertar as mãos da RPDC sem questionar seus antecedentes.
Para a grande causa da nação, vale mais o presente do que o passado e importa mais o futuro do que o presente.
Quando toda nação unir suas vozes e mobilizar sua inteligência e forças, se eliminará o perigo de guerra e se aproximará o dia da paz, da reunificação e da prosperidade.

3.      Discutiremos e resolveremos todos os assuntos importantes da nação, incluindo o abrandamento da tensão, a paz, a reconciliação, a unidade e cooperação, nos diálogos, negociações e contatos.

O Norte e o Sul da Coréria deverão tomar uma posição sincera nestes debates abandonando os interesses, estratégias e doutrinas fracionalistas e esforçar-se ativamente e buscar “na medida do possível” pontos de consenso.

4.      De imediato, propomos que ambas as partes cessem a difamação mútua e não pratiquem ações que provoquem a outra parte, a fim de criar um ambiente a favor do melhoramento das relações Norte-Sul.

Em meio a troca de difamações, calunias e ações provocativas, não se pode sustentar o dialogo nem as negociações, nem debater bem a agenda ainda que se sentem na mesa de dialogo.
Exortamos a não cometer desde agora calúnias e ações provocativas que aprofundem o mal entendido e a desconfiança e fomentam a confrontação e a hostilidade entre o Norte e o Sul.

A nossa posição mantém-se inalterada para melhorar as relações inter-coreanas, promover a reconciliação e a unidade da nação e abrir a fase transcendental da paz e da reunificação da Península Coreana através do diálogo e das negociações.  

O governo, os partidos políticos e as entidades da RPDC expressam a esperança de que sua proposta para superar a crise na Península Coreana nas relações Norte-Sul obtenham uma resposta ativa das autoridades, dos partidos políticos e das entidades da Coréia do Sul e sejam apoiadas e respaldadas por todos os coreanos dentro e fora do país, os governos, os partidos políticos, as entidades de todos os países do mundo, as organizações internacionais e os povos progressistas que amam a justiça, a verdade e a paz.

Tradução: Blog de Solidariedade à Coréia Popular
Fonte: Embaixada da República Popular Democrática da Coréia no Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário